top of page
Buscar
  • Consorcio Piemonte da Diamantina

Descubra o Piemonte: Parque das Sete Passagens

Atualizado: 10 de dez. de 2022



Localizado no município de Miguel Calmon, o Parque Estadual das Sete Passagens foi criado através do Decreto Estadual nº 7.808 de 24 de maio de 2000. Com grande potencial hídrico, o parque está localizado no polígono das secas, região geográfica marcada pela ocorrência do fenômeno da seca, e possui área total de cerca de 2.821 hectares.


O Parque das Sete Passagens constitui um dos remanescentes da Mata Atlântica, localizado na região sul da Serra de Jacobina e formado pelas Serras do Campo Limpo, da Sapucaia e da Jaqueira. O parque representa uma unidade de conservação possuindo áreas que precisam de preservação ambiental pela diversidade de vegetação, diversidade florística e faunística, e que contém diversas espécies a

meaçadas de extinção.


A Unidade de Conservação do Parque das Sete Passagens foi criada com o objetivo de preservar os remanescentes de floresta estacional e campos rupestres, de recursos hídricos das áreas das serras do Campo Limpo, Sapucaia e da Jaqueira, e de proteger as nascentes que suprem o Rio Itapicuru-Mirim e promover atividades ecoturísticas com responsabilidade.


O Parque possui dezenas de cachoeiras já catalogadas, com beleza exuberante, diversidade de quedas d’água e rodeadas por matas intocadas. Dentre as mais conhecidas estão as cachoeiras do Jajai, do “S” Verde, do Espirro, do Coração, do Sinvaldo, Bico do Urubu, Encontro das Águas, Cadeiras da Natureza, do Tucano, e do Portal. Com diversas trilhas e mirantes, o Parque oferece paisagens de tirar o fôlego a todos os visitantes.


Com clima considerado tropical úmido, o Parque possui fauna diversificada, abrigando espécies como a araponga, siriema, tucano, codorna, veado-mateiro, paca, camundongos e ainda a presença do macaco-prego-do-peito-amarelo e do macaco-guigó. O Parque encontra-se totalmente regularizado e possui fiscalização, o que reduz conflitos relacionados à caça e ao desmatamento, porém, a área em seu entorno ainda sofre diversas ameaças como a exploração de minerais, como o ouro.




Além da necessidade de preservar a fauna e flora da unidade, é necessário também preservar seu potencial hídrico, já que o Parque possui nascentes que alimentam o Rio Itapicuru-Mirim, que faz parte da Bacia do Rio Itapicuru. Neste ano, o Parque das Sete Passagens completou 22 anos de criação realizando um excelente trabalho de educação ambiental e mantendo vivo todo um patrimônio natural que deixa a região do Piemonte da Diamantina ainda mais rica.


E você, já conhece o Parque Estadual das Sete Passagens? Ainda não? Tá esperando o quê? Venha descobrir o Piemonte e ajude a preservar esse patrimônio natural de todos nós!


Ascom/Consórcio Piemonte





6 visualizações0 comentário
bottom of page