top of page
Buscar
  • Foto do escritorConsorcio Piemonte da Diamantina

Descubra o Piemonte: Gruta de Santo Antônio

Atualizado: 25 de set. de 2023



Cartão-postal do turismo religioso no Piemonte da Diamantina, a Gruta de Santo Antônio está localizada nos arredores das serras do importante distrito de Taquarendi, no município de Mirangaba. A “toca”, como também ficou conhecida, é uma formação natural extraordinária com aproximadamente 130 metros de extensão desde sua entrada até o altar principal. Inicialmente, era muito visitada por devotos e curiosos de diferentes regiões do país.

A Gruta de Santo Antônio era de difícil acesso, sua entrada, com cerca de 15 metros de altura, só podia ser alcançada através de uma rampa com aproximadamente 100 metros de comprimento. O interior da caverna era escuro e cheio de buracos, para iluminar o caminho, os visitantes improvisavam archotes usando bagaço de cana. Naquela época, a localidade era conhecida como "Canavieiros", pois a região do vale de Taquarendi produzia quantidade significativa de cana-de-açúcar, e o bagaço era facilmente encontrado nos engenhos que fabricavam rapadura.

Do interior da caverna, seus primeiros habitantes extraíam grandes quantidades de terra para obter um minério chamado "salitre", usado como matéria-prima na fabricação de pólvora. Alguns dos moradores faziam parte da família Silvestre, que se tornou numerosa e bastante conhecida na região. Tal família descendia do Sr. Manoel Silvestre, primeiro morador de origem europeia da localidade. Testemunha viva da história do lugar, Silvestre contava que quando chegou, ainda jovem no final do século XIX, a toca era usada como moradia pelos povos indígenas da região.

Em 1953, foi encontrada incrustada em uma fenda de pedra no interior da caverna, uma imagem que assemelhava-se a Santo Antônio, a gruta então foi batizada com o nome do santo para homenageá-lo. A partir daí, anualmente, romeiros vindos de lugares distantes faziam a jornada até a região para participar das celebrações em homenagem ao padre santo, realizadas tradicionalmente no dia 13 de junho. Essas festividades estendiam-se noite adentro, incluindo na programação quermesses e pequenos leilões.

Com o tempo, novenas e missas passaram a ser realizadas na gruta, onde a comunidade e o poder público empreenderam melhorias como a pavimentação com pedras, a instalação de iluminação elétrica e a construção de uma escadaria. A população também passou a celebrar outras festividades no local, como o Natal e a Semana Santa.


A Gruta de Santo Antônio possui uma rica história cultural, com evidências da presença de indígenas e vestígios de ocupação humana (pinturas rupestres) que remontam a tempos antigos. Ela também foi e é palco de festas religiosas anuais que atraem romeiros e curiosos de lugares distantes. Sua história é um patrimônio cultural valioso que merece ser preservado e estudado.



Ascom/Consórcio Piemonte

57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page